API – ATENÇÃO AO PACIENTE INTERNADO

 

O Hospital de Câncer de Barretos tem como foco a segurança do paciente, com essa finalidade está sendo desenvolvido o sistema API – Atenção ao Paciente Internado onde todo processo foi desenhado para assegurar que o paciente seja atendido de acordo com a prescrição médica e prescrição de enfermagem, visando a mobilidade e confiabilidade no processo, reduzindo potencialmente a possibilidade de erros.

A checagem visa os 6 (seis) certos essenciais na beira do leito: o profissional, o paciente, o medicamento, a dose, o horário e a via.

Estão sendo feitos testes com um tablet e um notebook acoplado a um carrinho de medicação, na beira do leito.

"Dessa forma com o tablet em mãos e no momento que a medicação chega ao leito, nós bipamos a pulseira do paciente, o crachá do profissional e o código de barras do medicamento. Isso me remete ao sistema, que vai ainda checar a dose e a via", explica Iara.

 Segundo ela, esse conjunto de regras garante que o paciente vai receber a medicação correta, acrescentando confiabilidade e reduzindo potencialmente a possibilidade de erros. E somente após conferência o uso da medicação é liberado. O grande objetivo aqui é garantir maior segurança e qualidade ao paciente.

 

Estão sendo feitos testes com um tablet e um notebook acoplado a um carrinho de medicação, na beira do leito. Foi aplicado um questionário de usabilidade entre os técnicos e enfermeiros a preferência foi pelo tablet 70% de aprovação, pela facilidade e praticidade, por ser menor, ocupar menos espaço e leve de carregar.


Armando Capel - Analista de Sistemas